domingo, 4 de outubro de 2015

A vida, o universo e tudo mais.

Ano passado eu disse que foi o meu pior ano de dor - neuralgia do trigêmeo -, e eu nunca imaginaria que 2015 seria ainda pior.

E ter perdido, em menos de três meses, duas das pessoas mais importantes de minha vida, além de ser um choque, me deixou sem chão.

Como você supero o baque de perder duas pessoas que foram essenciais para minha criação e formação de caráter? Duas das pessoas que mais amo?

Então o que eu tinha dito para algumas pessoas, de que este meu ano seria totalmente dedicado ao blog, me pareceu sem sentido.

Assim como escrever, no geral. Olhar para a folha ou tela em branco por um tempo considerável até perceber que não conseguiria escrever nada virou minha rotina.

Ou tentar escrever algo para homenagear estas duas pessoas magníficas. Nada será bom o suficiente, especialmente agora que me sinto quebrada, machucada, sem chão.

Ah, e a insônia... e a dor... meu corpo adora pregar peças. Ou é apenas mais uma prova de que o físico, emocional, etc., esteja interligado. Meu coração foi partido e todo o meu corpo acompanhou.

Enfim... 

Nenhum comentário: