sábado, 27 de setembro de 2014

Desafio das 250 Músicas #08 + 7 músicas para cantar no Karaokê


Créditos da imagem: Jazz, by bbfan77.

Eu encontrei este desafio musical no blog Starships and Queens, da Ana L. Alves, que por sua vez pegou no Champagne Supernova. Pelo que eu vi, cada pessoa está com um método diferente para responder as 250 perguntas (lista completa aqui), e eu farei da seguinte maneira - cinco questões respondidas por semana, em um único post na segunda-feira. A Garota no Hall também já fez este desafio! Confira aqui.

36 - Uma música cuja letra você se identifica: Keep on singing my song, de Christina Aguilera e Scott Storch, interpretada por Christina Aguilera:


37 - Uma música que você ouça, em uma língua que você não fala: Utakata, de Kagrra,:


Pensar no Isshi me deixa triste, mas ao menos eu pude vê-los aos vivo (12/07/2009) com a mestra e a Nanda, e com direito a Meet & Greet com autógrafos (as mãos do Isshi eram incrivelmente macias e delicadas, e cheiravam ao Pear Glacé, da Victoria's Secret!) e ingresso vip.

*autógrafos e pulseirinha vip*

38 - Uma música que seja conceitual: eu pensei muito nesta, e até cogitei pesquisar no santo Google. Porém, eu resolvi fazer uma escolha super pessoal - pois acho que é este o objetivo deste desafio - e que pra mim tem grande significado e força. Porém, não dava para escolher uma única música. Optei pelo PBS special "Dizzy Gillespie’s Bebop Reunion", de 1975, na íntegra, pois resume o poder que o bebop exerce sobre mim, e o quanto estes grandes nomes me afetam:


39 - Uma música que seja difícil de reproduzir (não estou falando de apertar o play): eu poderia escolher o álbum Bird and Diz inteiro - é um de meus álbuns favoritos, se não o favorito -, então escolhi aleatoriamente a Relaxing with Lee, de Charlie Parker, interpretada por Charlie Parker (saxophone), Curley Russell (bass), Buddy Rich (drums), Thelonious Monk (piano), Dizzy Gillespie (trumpet):


40 - Uma música que você considera complexa: complexa em sua pureza e simplicidade, Lester Leaps In, de Lester Young, interpretada por Count Basie (piano), Lester Young (tenor sax), Buck Clayton (trumpet), Dicky Wells (trombone), Freddie Green (guitar), Walter Page (bass), Jo Jones (drums):


"The trouble with most musicians today is that they are copycats. Of course you have to start out playing like someone else. You have a model, or a teacher, and you learn all that he can show you. But then you start playing for yourself. Show them that you’re an individual. And I can count those who are doing that today on the finger of one hand.
A man can only be a stylist if he makes up his mind not to copy anybody. Originality is the thing. You can have tone and technique and a lot of other things but without originality you ain’t really nowhere. Gotta be original." ~Lester Young
 

7 músicas para cantar no Karaokê

Eu NÃO canto. nunca. Em hipótese alguma. Nem sozinha. Nem "parabéns". Mas, como eu queria muito fazer este tema proposto pelo Rotaroots, eu pensei em músicas que eu cantaria ou, pelo menos, dublaria (se a Brit-Brit pode fazer um show inteiro com playback, por que eu não poderia dublar em um karaokê?!):

  1. Total Eclipse of the Heart, Bonnie Tyler;
  2. Time After Time, Cyndi Lauper;
  3. Something's Got a Hold on Me, Etta James;
  4. Let it Go, Idina Menzel;
  5. Edge Of Seventeen, Stevie Nicks;
  6. Gold Dust Woman, Stevie Nicks; 
  7. 9 to 5, Dolly Parton.

Obs.: com exceção dos links das sete músicas para cantar, todos os demais vídeos não são oficiais e foram encontrados no YouTube.

:)

Um comentário:

Anônimo disse...

E eu sempre descobrindo músicas ótimas com você!
Adoro esse desafio!
Beijos querida!!
Hanna