quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Chás e eu.

Sabem quando você está doente (agora imaginem gripe + nevralgia do trigêmeo) e passa a semana sem mal sair da cama, fazendo somente o absolutamente necessário e sem ânimo pra NADA, então formam-se umas "baguncinhas" pela casa?! Eis minha bagunça:

 photo 001_zps73a82c5b.jpg
*bancada na cozinha*

 photo 002_zpsb61bb69e.jpg
*mesa*

Já disse inúmeras vezes que sou obcecada por chás. Tecnicamente, chá é somente a bebida feita com a planta Camellia sinensis (chá branco, verde, amarelo, preto, oolong, pu-erh, entre outros) que, aliás, é meu tipo favorito. Digo isso pois aqui no blog irei sempre utilizar o termo popular 'chá', que abrange as infusões com outras plantas e ervas, mesmo sem a presença da Camellia sinensis - ou seja, herbais/herbal tea, whatever.

Revisitei alguns posts antigos sobre chá, e percebi que mudei muito, além de ter deixado várias coisas de fora (especialmente em meu período de ausência na blogsfera). Meu paladar mudou, aprendi várias coisas, tornei-me mais seletiva e passei a prestar atenção ao que estava tomando.

Aviso importante: eu não sou especialista ou profissional. Não façam o que eu faço. Eu não estou de maneira alguma dizendo que eu faço certo, que é recomendado, que é para vocês fazerem também. Não façam o que eu digo nem o que eu faço. Se querem informações, procurem especialistas e profissionais, SEMPRE. Minhas impressões são pessoais.

Em junho, uma amiga que mora na Inglaterra *disse isso pois estou com saudades e quero ir pra lá também!* me perguntou quantas xícaras de chá eu tomava por dia, e eu não fazia ideia. Então, por alguns dias, eu passei a contá-las. Até hoje a quantidade permanece aproximadamente a mesma.

Em casa, em um dia normal, eu tomo aproximadamente nove xícaras/canecas - o tamanho, portanto a quantidade, variam - de chá por dia.

99,9% dos dias tem ao menos um branco e um verde. Entre os mais tomados, estão preto assim que acordo, verde, branco, oolong, rooibos, com gengibre (adoro ralar/cortar gengibre na hora pra colocar no chá), e herbais variados. Só costumo tomar com mel quando estou com a garganta inflamada, como agora, mas adoro também. E às vezes tomo chá inglês com leite.

Eu procuro ao máximo dar preferência aos orgânicos e com ervas, folhas, flores, etc. soltas ao invés dos sachês/saquinhos. Porém, quando estou com pressa ou quero levar para algum lugar, eles são sempre mais práticos (e há vários orgânicos).

Voltarei a mencionar aqui os chás que tenho, que compro e também, a avaliá-los. Também quero falar sobre como organizo, armazeno, sobre chaleiras, etc. *só não se esqueçam do "aviso importante" logo acima*

E, se alguém tiver alguma indicação, por favor, me avise!

:)

3 comentários:

Carol disse...

Nove xícaras? Nove?! É muito chá! Haha mas isso é muito bom, chá faz bem demais pra saúde ;)

Garota no hall disse...

Eu opto pelos chás que relaxam. Só no verão escolho as opções mais fortes, como mate e preto - mas só gelados.

Fernanda Rodrigues disse...

Menina, nem sabia que chá era só para um determinado tipo de planta! Estou gostando de ler sobre isso.
Sempre houve uma polêmica aqui em casa sobre ferver a água ou só esquentá-la. Então, se você quiser compartilhar como você faz, vai ser super bacana.
Ficarei de olho por aqui!

Um beijo,

Algumas Observações
Teoria, Prática e Aprendizado
Nosso Clube do Livro