quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

So this is love...

 

A pausa do blog foi pelo motivo que vocês já deveriam esperar: nos dias 13/12 (civil) e 14/12 (religioso), nós nos casamos. Foram os dois dias mais marcantes de toda a minha vida, com toda certeza.

Como também já tinha dito, eu mudei de cidade, e tínhamos (antes, durante - mesmo, no dia 13/12 meu pai ainda veio no apartamento resolver pendências - e depois das cerimônias) que dedicar um tempo para organizar a mudança, mobiliar o apartamento, e deixá-lo com cara de lar.

Sem contar na lua-de-mel, festas de fim-de-ano, etc.

Eu tinha planejado programar posts (tenho vários escritos, aliás!) e não fazer pausa alguma, mas pensei bastante e resolvi dedicar este tempo inteiramente a curtir o início da nossa vida a dois, curtir o momento.

Depois de tudo isso, e que nós começamos uma rotina praticamente normal (ainda faltam presentes para chegar - valeu, Sedex! -, encomendas, móveis, caixas para abrir, etc.), agora posso me dedicar ao blog da maneira que eu sempre quis!

 
*a lua-de-mel foi relaxante e inesquecível!*

 
*nós não passamos o Natal em si no apartamento, mas eu não podia deixar de decorá-lo - primeiro Natal de nós dois como FAMÍLIA!*

 
*alguns detalhes: 1. organizando canecas, copos e cia.; 2. escrivaninha linda que ganhei do meu amor; 3. organizando meus chás (em breve um post apenas sobre eles); 4. cartão lindo que os colegas de trabalho do meu marido nos enviaram; 5. arrumando a cama (MUITO lilás e tons pastéis); 6. orquídea mais linda que ganhei do meu amor quando fizemos um mês de casados!*

Eu nunca fui do tipo de menina que sonhava com o dia do casamento. Eu sempre sonhei em me casar oficialmente (ou seja, no "civil"), em ter meu lar, minha família, etc. Porém, festa, vestido e afins não era algo que me atraía. Por isso nossa escolha foi em focarmos nossas energias em termos nosso lar do jeito que queríamos, confortável, e celebrarmos de maneira simples com nossa família mais próxima. Optamos pelo mini wedding durante o dia, que foi super íntimo, tranquilo, à vontade e simples. Ficamos super felizes por nossa decisão e não nos arrependemos de nada.

É claro que há as desvantagens - não dá pra convidar todos que queremos, algumas pessoas ficam chateadas, precisamos fazer escolhas difíceis. 

Em minha humilde opinião, o mini wedding é uma opção para ter algo íntimo e mais informal, para quem não tem o sonho de festas enormes ou coisas grandiosas, em que é possível dar atenção para todos os convidados. Foi singelo e delicado. *quero falar mais, com calma.*

Outro detalhe que várias pessoas gostaram, foi que nós dois, juntos, escolhemos a trilha sonora inteira do casamento (desde a cerimônia religiosa), dividindo as músicas por momentos - chegada dos convidados, durante os aperitivos, almoço, pós-refeição, etc. Muito rock clássico, jazz, anos 80... Aliás, vários convidados estão nos pedindo a lista com as músicas!

Ah, e é claro que não consegui ficar sem livros, e isso é assunto para um post inteiro. Mas cada vez que ia ao salão de beleza levava um, comprei um no caminho para a lua-de-mel, ganhei um de Natal da cunhada mais linda... é muito amor! ;)

Não vejo a hora de dividir tudo com vocês!
Senti saudades!

:)

Um comentário:

Anônimo disse...

Toda a felicidade do mundo pra vocês!
<3