terça-feira, 27 de novembro de 2012

Tribunal do Júri: a luta do Bem contra o Mal

Uma das primeiras lições aprendidas no curso de Jornalismo é que não existe algo como ser totalmente neutro. A hipocrisia - mesmo que não proposital - da mídia em querer soltar algumas frases no meio de alguma reportagem como "eles ainda são apenas acusados, não podemos condená-los antes do júri", "são réus, não necessariamente culpados" não esconde o fato de que sempre há um pré-julgamento sim, e quase sempre - se não na totalidade - favorecendo a acusação.

Pois veja, no circo midiático não há um Ministério Público que busca o melhor para a população, buscando o interesse geral. Há uma defesa e uma acusação (na qual a mídia muitas vezes inclui até o juiz), sendo o advogado de defesa o bandido, o "como ele tem coragem de defender esse monstro?!" e o promotor o mocinho que fará JUSTIÇA!

 

A mídia cria uma novela em cima de casos considerados polêmicos - considerados geradores de ibope, uma vez que há casos muito mais polêmicos por aí - praticamente irresistível de não assistir, a luta de mocinho e bandido, "quem será que vence dessa vez, o Bem ou o Mal?". Na imprensa a balança da Justiça nunca estará equilibrada. E a grande massa nem faz idéia.

:/  

Nenhum comentário: