segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Jogos Vorazes - o filme


Tenho uma confissão a fazer – só assisti ao filme Jogos Vorazes pela primeira vez semana passada. *antes tarde do que nunca!*

Quando eu comecei a ler/assistir sobre a trilogia da Suzanne Collins e do filme, admito que fiquei muito intrigada. Entretanto, um making of no canal E! contou logo de início o final do filme – tudo bem que é um pouco óbvio -, e resolvi parar de ver qualquer coisa relacionada. Por fim, acabei me esquecendo temporariamente de tudo o que envolvia o filme e, consequentemente, os livros.

Pois bem, estava em mais uma de minhas noites de insônia+ansiedade+dor (sem mimimi hoje, prometo!) quando resolvi, finalmente, assistí-lo.

A minha impressão de imediato foi ficar boquiaberta. Amei a idéia, o conceito, a crítica feita no enredo. A fotografia é linda e a história ultrapassa o triângulo amoroso adolescente óbvio e tedioso que cada vez tem sido mais comum.


Uma sociedade absolutamente controlada pelo pão e circo, pelo medo que, ao mesmo tempo, por mais que saibam do que está em jogo não conseguem desgrudar um segundo do reality show sangrento não nos parece tão distante assim.

Ser movido pela fome e pelo medo... por mais que Panem seja uma visão arrepiante, a proximidade com a realidade é o que mais intriga.



Peeta Mellark: I just keep wishing I could think of a way to show them that they don't own me. If I'm gonna die, I wanna still be me. Does it make any sense?


Eu não quero dar nenhum spoiler, apenas direi que muitas das impressões tidas no filme – sobre os personagens, a sociedade, os jogos, etc. - serão diferentes das do livro. E não é algo ruim. ;)

Imediatamente após eu terminar de assistir ao filme, comprei a trilogia da Suzanne Collins!


:)
Fonte da imagem: Tumblr

Um comentário:

Hanna disse...

Você é incrível!
Consegue fazer com que eu sinta vontade de ler/assistir quase tudo o que você posta aqui! (a não ser que seja algo que realmente não faz meu tipo).
Adorei querida, obrigada pela dica!