terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Resenha: Ponte para Terabítia


Lido em 01/01/2012

Ponte para Terabítia
Katherine Paterson
Editora Salamandra
Tradução e consultoria editorial de Ana Maria Machado
Vencedor da Medalha John Newberry, 1978;
Prêmio Hans Christian Andersen, 1998;
Número 08 da lista '100 Most Frequently Challenged Books of 1990-2000' da 'American Library Association';
Prêmio Astrid Lindgren, 2006;
(entre outros prêmios)

Classificação:



Eu realmente estava precisando ler um livro infantil assim - bem escrito, bem traduzido e com uma história tocante.

A ambientação é super bem descrita, e me encantou desde o início, assim como a descrição de personagens como a Miss Edmunds e a Leslie.

Apesar de serem épocas diferentes, eu me identifiquei muito com a infância de uma personagem.

Adorei como tanto a Leslie quanto a Miss Edmunds serem o empurrãozinho que faltava para liberar toda a criatividade já existente em Jess, e como ele tenta passar isso a May Belle.

Uma das coisas mais impressionantes do livro é mostrar a morte, a primeira impressão da morte, na visão de uma criança. E acreditem, é algo que a autora faz espetacularmente.

Mesmo eu sendo chorona - ou seja, nenhuma surpresa por eu ter chorado -, tenho certeza de que é uma obra que tocará a muitos.

Em minha modesta opinião, imperdível.

:)

Um comentário:

Garota no hall disse...

Eu chorei muito quando vi o filme - o mais recente. O filme antigo não conheço, já viu?