quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Caiu na rede...

Eu sempre achei que as pessoas que dizem que não se arrependem de NADA na vida ou têm memória curta, ou são ignorantes, ou inconseqüentes.

É óbvio que todo erro é um aprendizado, e que temos que agradecer e reconhecer o que aprendemos com cada um. Mas isso é tão óbvio quanto o fato de que temos vergonha, arrependimento e desejamos que certas coisas nunca tivessem acontecido. E isso é uma coisa BOA. Boa porque significa que mudamos - e esperamos que seja pra melhor, sempre.

Esse processo de reflexão e reconhecimento já é um aprendizado incrível.

Também sabemos que, infelizmente, o passado nem sempre nos é justo, e sempre volta para nos assombrarmos, vez ou outra. E esse não é um mundo perfeito com arco-íris e pôneis saltitantes por todos os lados. As pessoas te julgam pelos seus erros passados. O mundo te julgará sempre, por mais que você choramingue dizendo que mudou.

Sim, é unfair e not pretty at all. C'est la vie!

O passado te condena?! Você não está só. O passado de todo mundo condenará uma vez ou outra.

Com a internet isso ficou mil vezes pior. Informações suas, fotos e vídeos - tenham sido divulgados por você ou não - ficarão, de uma forma ou de outra, disponíveis para o mundo inteiro ver forever... and ever... and ever!


Hello Danny. Come and play with us. Come and play with us, Danny.
Forever... and ever... and ever.


Ainda que para nós, "anônimos", seja diferente. Sofremos bullying, que a cada dia se torna um problema mais sério. Nossa carreira pode ser prejudicada, assim como nossas relações.

Mas nossos podres não estampam freqüentemente todas as formas de imprensa. Não temos profissionais revirando nossos lixos e nos perseguindo nas ruas. Nosso sofrimento é outro - nem pior nem mais brando, apenas diferente -, e muitas vezes nos esquecemos de que as pessoas sob os holofotes são somente... pessoas.

É triste o fato de que alguns erros do passado, incluindo escolhas erradas ou imaturas na carreira, persigam alguém para o resto de sua vida pública - que dura muito mais do que sua própria vida (Michael Jackson que o diga!).

Entretanto, não há ainda uma fórmula mágica para tudo isso desaparecer. E, não falamos há pouco da importância dos erros e das mudanças?!

Mais uma vez: não importa o quanto chore, this is not going away.

É um mundo cruel, injusto, isso ainda não tem solução, whatever. Nós entendemos e compartilhamos da mesma sensação.

E sou a favor de envolver a justiça em algumas situações. Quando se torna abuso, bullying, cyberbullying, e prejudicar uma vida inteira.

A justiça ainda está evoluindo em muitos aspectos, e em muitos casos ainda não possui resposta. Mas, se você tem uma causa justa e real, corra atrás de seus direitos, sempre.

Só se atente para a realidade dos fatos e se há uma necessidade real antes de partir para uma busca desenfreada por justiça - ou vingança.



Vendetta! Vendetta! Farfalla? Vendetta farfalla!


E, pelo-amor-de-Deus, não culpe a pessoa (ou empresa) errada! Se informe antes!

E lembrem-se de que vocês (eu inclusa na história) julgam tanto quanto os outros te julgam. E que eles erram e fazem besteira - e se arrependem! - tanto quanto nós.


"Don’t criticize what you don’t understand, son. You never walked in that man’s shoes". ~Elvis Presley


Só para encerrar: não somos bobinhos. Infelizmente muitas pessoas só fazem essas escolhas com outros interesses. Nós não somos tão ingênuos assim.




Afinal, por que algumas pessoas escolhem processar as grandes empresas que nem têm idéia do que raios elas estão falando?!

:)

P.S.: todas as imagens foram encontradas no Google Imagens. Se alguém souber suas verdadeiras fontes, por favor, me avise!

Um comentário:

Renan Maia disse...

Concordo com tudo no post. A vida é erro e aprendizado e se as pessoas soubessem reconhecer isso, muitos impasses pessoais não existiriam.

Gostei do blog e já estou seguindo.

Depois, se puder/quiser, retribui a visita.

Beijos! =**